Como os adoçantes influenciam no seu peso e sua saúde.

adoçantesMuitas pessoas recorrem ao uso dos adoçantes para alcançar ou manter o peso saudável. Se você também costuma adotar essa prática e tem dúvidas em relação aos seus efeitos à saúde, composição e quantidade recomendada para consumo, não deixe de conferir os tópicos a seguir:

Afinal, adoçantes engordam?

Com o poder de adoçar muito maior que o do açúcar e com valor energético baixo ou inexistente, adoçantes ou alimentos adoçados artificialmente costumam ser mais consumidos. Você deve estar se perguntando por quê, não é mesmo? É simples: a falta de glicose, responsável por liberar neurotransmissores responsáveis pelo bem estar, desses produtos adoçados artificialmente, nos leva a consumi-los exageradamente. Ou seja, indiretamente, eles podem auxiliar no ganho de peso sim.

Adoçantes devem ser consumidos por qualquer pessoa?

Não é o mais indicado, pois os adoçantes foram desenvolvidos principalmente para diabéticos. O ideal é consumi-los sob orientação de um profissional da saúde. É importante lembrar que até o momento não foram constatados efeitos adversos em longo prazo. Porém, esses estudos consideram os resultados em investigações conduzidas com animais e não humanos. Se você optar pelo consumo do adoçante, prefira a versão mais natural, conhecido como estévia.

Grávidas saudáveis devem evitar o consumo de adoçantes?

De preferência, sim! Estudos mostram que a alguns tipos de adoçantes, como a sacarina, podem atravessar a placenta e permanecer nos tecidos fetais. Portanto, é melhor evitar durante a gestação.

Adoçantes, são todos iguais?

Não, temos diversas composições, classificadas em naturais e artificiais. O acessulfame-K, por exemplo, é um adoçante artificial, derivado do ácido acético. É estável em altas temperaturas e não deixa sabor residual nos alimentos. Já o ciclamato, é derivado de uma cominação de aminoácidos e perde o sabor em altas temperaturas. As versões naturais mais comuns são: xylitol, estévia, sorbitol e manitol.

Existe alguma recomendação de consumo?

Sim. A legislação Brasileira se baseia na avaliação do JEFCA (comitê conjunto de peritos em aditivos alimentares da FAO/OMS), que estabelece a ingestão Diária Aceitável (IDA) de aditivos alimentares considerada segura, sem oferecer risco apreciável à saúde. Confira na tabela abaixo alguns dos adoçantes aprovados pela Anvisa e a sua Ingestão Diária Aceitável:

 

Edulcorantes Consumo máximo
Acesulfame K 15mg/kg peso/dia
Aspartame 40mg/kg peso/dia
Ciclamato 11mg/kg peso/dia
Estévia 4mg/kg peso/dia
Neotame 2mg/kg peso/dia
Sacarina 5mg/kg peso/dia
Sucralose 15mg/kg peso/dia

 

 

Agora você já sabe! Procure manter-se sempre informado e não deixe de consumi-los com moderação, afinal, tudo em excesso faz mal à saúde.

 

Publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *